​Claudio Moreno anuncia base descentralizada do Samu em Bragança
08 de Agosto, 2019
Vereador também se pronunciou sobre a zona azul digital do município e outros temas de mobilidade urbana

Durante sua fala na sessão desta terça-feira (6/8), Claudio Moreno anunciou a instalação da base descentralizada do Samu na zona sul de Bragança Paulista. A demanda foi solicitada pelo vereador à Administração e as tratativas para reforma do espaço que irá acolher o Samu já estão em andamento. O local escolhido fica nas proximidades do portal de entrada de Bragança Paulista, possibilitando o atendimento de diversos bairros da região com mais velocidade. Outros temas como zona azul digital e mobilidade urbana foram abordados pelo vereador em sua manifestação.

A base descentralizada é uma iniciativa importante, pois, de acordo com o vereador irá resolver dois problemas. “O telefone 192 do Samu não tem funcionado em alguns dias, às vezes o serviço da Vivo caí na região da Hípica onde eles estão e eles tinham que alertar para as chamadas serem feitas para os bombeiros. Com a nova base haverá um novo ponto de PABX, o que resolve essa questão. O outro benefício, obviamente, é o atendimento mais rápido para os bairros dessa região”, explicou. A reforma do prédio já tem o aval da Administração e em breve a base deve ser devidamente alocada.

Em relação à zona azul digital, Claudio fez um relato detalhado sobre como funcionava o sistema antigo, mencionando suas impressões e as melhorias da forma atual. “Antes não havia regulamentação, todos vendiam os talões impressos com ágio. Com o novo decreto a Administração fixou o valor de venda em R$ 2,50, o ponto de venda não pode cobrar mais. Teremos entre 40 e 50 pontos para pessoa comprar a zona azul digital”, comentou. O vereador explicou que os comerciantes receberão 20% do valor da venda da zona azul.

Claudio comentou que o decreto recém expedido pelo prefeito Jesus Chedid regulamenta diversos aspectos da zona azul. Sobre a ampliação da área de abrangência, ele explicou “das ruas que hoje estão no decreto, em muitas delas ainda não há cobrança. Entrevistei o secretário de Mobilidade Urbana longamente para perguntar sobre a zona azul e esse ponto. A cobrança só passa a valer quando houver as placas alertando da zona azul e realizarem a divulgação com pelo menos 15 dias de antecedência”, disse.

Sobre a cobrança para motos, Claudio é contrário. “Considero esse um erro, isso deve ser revisto. Faço a solicitação para que o prefeito revogue o artigo 11 do decreto que estabelece a cobrança de R$ 1 real por hora das motos. Seria melhor trabalharmos para oferecer os bolsões de estacionamento gratuito para motos no centro. O prefeito Jesus e sua equipe precisam nos ouvir e não fazer essa cobrança. Nenhuma outra cidade cobra de motos. As pessoas que mais precisam estacionar motos são trabalhadores. O prefeito Jesus é sensível, não sou só eu pedindo, todos os vereadores da base estão pedindo a revogação desse artigo”, concluiu.

Ainda na temática da mobilidade urbana, Claudio comentou recente reunião com a empresa Nossa Senhora de Fátima, para readequação de horários de linhas para o Bragança Garden Shopping. Muitos trabalhadores haviam reclamado de mudanças e, graças a reunião agendada pelo vereador as mudanças necessárias foram realizadas.

“Caso haja outro acerto a ser feito, voltamos a conversar. Volto a dizer que a Nossa Senhora de Fátima tem central para pessoas ligarem, equipe de prontidão para ouvir reclamações da população graças a uma iniciativa deste vereador. Foi tarde, mas criaram. Já levamos diversas reclamações de outros bairros e queria registrar o trabalho em conjunto com a empresa e a rapidez na resolução das questões”, concluiu.