16 de Março, 2023

​Câmara concede Título de Cidadã à promotora Fabíola Sucasas

Solenidade acontece na quinta-feira (23/3), às 19h

A Câmara Municipal da Estância de Bragança Paulista realiza, na quinta-feira (23/3), às 19h, solenidade para concessão do Título de Cidadã Bragantina à Fabíola Sucasas Negrão Covas. A homenageada teve o nome indicado pelo vereador Quique Brown, com aprovação unânime da Casa. O evento é aberto a toda comunidade.

O Título de Cidadão Bragantino é a maior honraria prevista pelo Regimento Interno da Câmara Municipal, sendo concedido a pessoas que se destacam em decorrência dos trabalhos e serviços prestados à coletividade. Nascida na capital paulista, com formação jurídica pela USP (Universidade de São Paulo), hoje Fabíola atua como promotora de justiça. Detentora de currículo profissional invejável, com atuação em diversos municípios e vasta experiência de trabalho ao lado de renomados juízes e promotores, a homenageada é, desde 1997, a voz de milhares de mulheres e referência nacional no enfrentamento da violência doméstica e empoderamento feminino.

Em 2004, Fabíola chegou a Bragança Paulista depois de ocupar o cargo de procuradora titular em Piracaia e Itatiba. Na época, após o término de um relacionamento abusivo, ela mesma se viu em situação semelhante à de milhares de mulheres que conheceu, atendeu e acolheu em sua trajetória profissional.

Atualmente, como titular da Promotoria de Justiça do Estado de São Paulo, é coordenadora do Núcleo de Gênero, que trata das políticas públicas de promoção dos direitos da mulher, da igualdade e do enfrentamento à violência doméstica e familiar com a Estratégia de Saúde da Família, programa desenvolvido por ela em 2013, reconhecido e premiado como a prática mais bem sucedida em prevenção de violência doméstica do Brasil. Também é membro auxiliar do Conselho Nacional do Ministério Público, tendo atuado na Comissão dos Direitos Fundamentais, na Presidência e na Unidade Nacional de Capacitação.

Sua caminhada profissional inclui dedicação a inúmeros trabalhos voltados à inclusão social, contra o assédio, a discriminação racial e de gênero, defesa do meio ambiente e combate aos maus tratos a animais, dentre outros.

Em Bragança Paulista, quando recém-chegada, assumiu atribuições na área criminal e execução penal. Em 2006, fez parte do trio de promotoras do caso conhecido como ‘Sinhá Moça’, sobre crime hediondo e repulsivo que resultou na morte de três adultos e uma criança de cinco anos.

A homenageada está na reta final de seu mestrado acadêmico e já possui textos publicados que abrangem variados temas sociais como prostituição, dignidade das mulheres trans e direito de expressão das pessoas LGBTQIA+ e, inclusive, direito à amamentação nos concursos públicos.

A Sessão Solene poderá ser acompanhada de forma presencial no Plenário da Casa ou pelo site da Câmara (www.camarabp.sp.gov.br), no canal do Youtube (www.youtube.com/camarabraganca), e na página do Facebook (www.facebook.com/camarabragancapaulista).

Guardamos estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação, saiba mais em nossa política de privacidade.

Entendi!