21 de Novembro, 2022

​Câmara acompanha lançamento do projeto Quem confia, denuncia

Iniciativa da Polícia Civil visa proporcionar atendimento acolhedor às vítimas de violência doméstica

Na manhã desta segunda-feira (21/11), a Polícia Civil de São Paulo, por meio da Deinter 2 (Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior 2–Campinas) realizou em Bragança Paulista o lançamento do projeto Quem confia, denuncia. A Câmara Municipal esteve representada no evento pela presidente Gislene Cristiane Bueno (Gi Borboleta).

A iniciativa pioneira terá início no município com o objetivo de garantir e proporcionar atendimento acolhedor às vítimas de violência doméstica nas delegacias e plantões. De acordo com a Polícia Civil, a iniciativa parte da necessidade do acolhimento nos casos da violência doméstica. Após a análise geral do formato de atendimentos realizados, a Deinter 2 decidiu aprimorar o apoio aos usuários. O objetivo é melhorar o fluxo do atendimento, incentivar o diálogo do policial com o público, fomentando a confiança e minorar a dor dos usuários, trazendo consciência da importância do papel da polícia no reestabelecimento da paz social.

“Com muita honra Bragança recebe a oportunidade de dar início a esta iniciativa tão importante. Sabemos que a mulher que procura a delegacia para denunciar os casos de violência doméstica precisa de um tratamento diferenciado, com acolhimento, respeito, empatia. O momento da denúncia é sempre delicado. Precisamos garantir que ele ocorra sem gerar ainda mais traumas às vítimas. Temos trabalhado para melhorar cada vez mais a rede de atendimento e de apoio destes casos. Tenho certeza de que este é mais um passo importante neste caminho. Como Legislativo, estamos sempre de portas abertas para ampliar o diálogo com a sociedade e as demais esferas do serviço público, para garantir gestões efetivas nestes casos”, afirmou a presidente Gislene Bueno.

O evento reuniu autoridades da Polícia Civil de toda região, incluindo o delegado José Henrique Ventura, diretor do Deinter-2, a delegada coordenadora das Delegacias de Defesa da Mulher (DDMs) do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior de Campinas (Deinter 2), Maria Helena Taranto Jóia, e o delegado Seccional Luis Henrique Apocalypse Jóia.

Galeria de Fotos

a gente guarda estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação, saiba mais em nossa política de privacidade.

Entendi!