23 de Junho, 2022

​Rita Leme fala sobre a conscientização e orientação sobre o vitiligo

Vereadora é autora do projeto de lei, que deu origem à semana municipal dedicada ao assunto

A vereadora Rita Leme falou sobre a Semana Municipal de Conscientização e Orientação sobre o Vitiligo, realizada anualmente na semana de 25 de junho. A parlamentar é autora do projeto de lei 48/19, que incluiu a data no Calendário de Eventos do Município, e falou sobre o assunto na 21ª Sessão Ordinária, que aconteceu na terça-feira (21/6).

“A Semana Municipal de Conscientização e Orientação sobre o Vitiligo é realizada anualmente na semana de 26 de junho, em memória ao falecimento do cantor Michael Jackson, que era portador da doença. É uma oportunidade de conscientizarmos a população de que não se trata de uma doença contagiosa, não provoca dor física,e se caracteriza pela perda de pigmentação da pele e manchas brancas pelo corpo, e pode surgir em duas faixas etárias, que é de 10 a 15 anos e dos 20 a 40 anos”, explicou Rita Leme.

Na fala, a vereadora voltou a defender ações de conscientização e orientação. “Muitas pessoas sofrem com essa doença e o objetivo da semana é afastar a discriminação. O intuito é quebrar o preconceito, e é preciso que educadores e formadores de opinião estejam informados para orientar as crianças sobre o assunto, para evitar atos de bullying e danos emocionais em quem é acometido pela enfermidade”, justificou Rita Leme.

Rita Leme mencionou a conscientização feita pelo vovô crocheteiro, João Stanganelli, em escolas de Bragança Paulista. “O vovô crocheteiro, orienta e dá palestras sobre o vitiligo, e ao lado da esposa também confecciona bonecos de crochê com as característica da doença, percorre escolas e programas de tv para falar sobre o vitiligo. Aproveito a fala nesta tribuna para defender a realização das semanas de conscientização junto aos demais membros do Legislativo, pois estes eventos são oportunidades de provocarmos e conscientizarmos os cidadãos, para ajustarmos condutas na construção de uma sociedade mais inclusiva”, encerrou Rita.

Referência

a gente guarda estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação, saiba mais em nossa política de privacidade.

Entendi!