​Câmara estabelece composição da CEI que investiga a Saúde
15 de Março, 2018
Sorteio definiu representantes das bancadas; cinco vereadores compõem comissão

A Câmara Municipal de Bragança Paulista definiu, nesta terça-feira (13/3), a composição da CEI (Comissão Especial de Inquérito) que irá apurar a prestação de contas nos contratos referentes à gestão e execução dos serviços de Saúde executados pela OS (Organização Social) ABBC (Associação Brasileira de Beneficência Comunitária). Claudio Moreno (DEM), Rita Leme (DEM), Antonio Bugalu (PSD), João Carlos Carvalho (PSDB) e Sidiney Guedes (PMN) são os membros. A Comissão terá prazo de 90 dias para avaliação dos fatos.

Após o sorteio realizado na 6ª sessão Ordinária para definir a composição, a nomeação será oficializada por meio de Ato da Presidência, publicado também na Imprensa Oficial. Na sequência, cabe aos membros o agendamento da primeira reunião para instalação dos trabalhos, eleição do presidente e designação do relator.

A necessidade de sorteio se deu pois não houve acordo entre as bancadas na indicação dos membros. No requerimento apresentado pelos vereadores para criação da CEI, foi definido que a comissão seria composta por cinco participantes. Sendo assim, pela proporcionalidade, a bancada do DEM (Democratas) teria direito a duas vagas e os demais partidos teriam direito cada um a uma vaga. Não havendo acordo, foi necessário que se realizasse sorteio para definir as três vagas restantes, correspondentes ao PSD, PSC, PSDB e PMN, lembrando que o PV declinou sua indicação.

Apenas uma matéria constou na ordem do dia. Em regime de urgência, os vereadores apreciaram o projeto de lei 7/18, que trata da abertura de crédito adicional especial na LOA (Lei Orçamentária Anual). O projeto foi aprovado por unanimidade. A proposta visa apenas correções técnicas da legislação, não havendo aumento de despesas.

Tribuna Livre
A saúde foi o tema central das manifestações na Tribuna Livre desta semana. O primeiro inscrito, fisiologista Marcos Moura, apresentou o projeto Raimunda Moura. Trata-se de uma iniciativa pioneira realizada em Atibaia e que atende, através do SUS, portadores de Parkinson.

“Os pacientes cadastrados no programa passam por exames específicos e são acompanhados por uma equipe especializada multidisciplinar e interdisciplinar formada por neurologista, fonoaudiólogo, geriatra, fisiologista, psicólogo, farmacêutico, fisioterapeuta e educadores físicos”, detalhou Marcos.

Através desse cuidado específico, exames regulares e acompanhamento foi possível conseguir grandes avanços no tratamento, melhorando a qualidade de vida dos pacientes. Outro diferencial é o trabalho realizado com os familiares e cuidadores.

O vereador apresentante, Ditinho Bueno, comentou a importância do projeto. “Este é um assunto pertinente, Bragança não pode ficar atrás das outras cidades do Brasil. O Estatuto do Idoso ficou muito bonito no papel, mas o país não está preparado para dar condições de envelhecimento saudáveis. Fomos até Atibaia e saímos de lá confiantes. Gostaria de colocar esse projeto como algo da Casa, para que possamos lutar para trazer algo assim para o município”, afirmou.

A segunda inscrita, a médica Sandra Regina Provenzano, veio à Tribuna falar sobre o Dia Internacional da Síndrome de Down. Sandra, que é mãe de um portador da síndrome, partilhou sua experiência e deixou o convite aos vereadores e munícipes para que participem de uma atividade que irão realizar para celebrar a data.

“Em nome do grupo que temos, o VIVA T21, gostaria de convidá-los para caminhada, que acontece dia 18 de março na Arena do Lago. Teremos programação das 8h às 12h, para todos conhecerem sobre essas pessoas, suas famílias e como convivemos muito bem com nossas crianças e adolescentes”, disse.

Sandra exibiu um vídeo, com detalhes sobre a síndrome e destacou “cada pessoas tem suas características. As pessoas com a Síndrome de Down tem o cromossomo 21 a mais. Apesar dessa semelhança que eles tem, o importante é entender que eles são pessoas particulares. Cada um tem suas particularidades e diferenças, exatamente igual as outras pessoas sem a síndrome. O que eles mais precisam são duas coisas: respeito e oportunidade”, finalizou. Rita Leme foi a vereadora apresentante.

A Câmara Municipal de Bragança Paulista realiza a 7ª Sessão Ordinária do ano na próxima terça-feira (20/3), às 16h, no Plenário da Casa. A sessão pode ser acompanhada pela internet, no endereço http://www.camarabp.sp.gov.br, e pela TV Alesp (operadora NET).

Galeria de Fotos