​Centro de Memória disponibiliza acesso virtual ao registro histórico e político da cidade
22 de Janeiro, 2021
Site desenvolvido em parceria entre a Câmara e o Instituto Federal de São Paulo (IFSP) de Bragança Paulista reúne documentos públicos do município desde 1797

O Departamento de Documentação e Assessoria Parlamentar da Câmara Municipal de Bragança Paulista, em parceria com o Instituto Federal de São Paulo (IFSP- Campus Bragança Paulista), implantou e desenvolveu um projeto que disponibiliza a consulta aos documentos que compõem o acervo histórico do Legislativo de forma virtual. Para ter acesso aos processos legislativos que originaram as leis municipais, aos documentos históricos, coleções especiais em e-books e registros dos atos públicos desde a época do Brasil Colônia até os dias atuais, basta acessar o site da Casa e clicar no link do Centro de Memória.

Para o desenvolvimento do projeto acervo digital a Câmara contou com a orientação de professores e alunos do curso de Tecnologia de Análise e Desenvolvimento de Sistema da instituição de ensino. “Há mais de dez anos os documentos produzidos e recebidos pelo Legislativo vem sendo digitalizados para assegurar a democratização do acesso às atividades legislativas e também ao acervo histórico da cidade. Com a parceria que formalizamos com o IFSP, todo o conteúdo poderá ser consultado e impresso no conforto da casa e a qualquer hora , missão que até então só era possível de forma presencial, ou seja, consultando os livros e documentos em sua sede” informou Carmen Lúcia Ferreira Frias, diretora do Departamento de Documentação e Assessoria Parlamentar da Casa.

O trabalho, que teve início em março de 2019 e foi entregue para acesso público em dezembro de 2020, foi acompanhado pela professora Letícia Souza Netto Brandi, que coordena o curso de Tecnologia de Análise e Desenvolvimento de Sistema do IFSP. “Nós fomos procurados pela Câmara, que falou sobre a necessidade de um site para hospedar o acervo histórico da cidade, e preparamos a infraestrutura tecnológica para adequar o conteúdo. Como instituição de ensino temos como ofício formar estudantes para o mercado de trabalho, e o convênio firmado permitiu o desenvolvimento da tecnologia, contribuímos com a preservação e divulgação da história da cidade, e concluímos com a elaboração de um artigo científico que foi submetido à uma universidade europeia”, destacou a professora Letícia.