​Basilio Zecchini cobra convocação dos diretores aprovados em concurso
13 de Fevereiro, 2020
Vereador recebeu cobranças de pessoas que deveriam assumir as vagas

O vereador Basilio Zecchini Filho reivindicou, na sessão desta terça-feira (11/2), a contratação dos diretores aprovados em concurso público realizado pela Prefeitura Municipal em 2018. O tema já foi abordado por outros vereadores e Basilio aguarda um posicionamento da Administração.

“Recebi uma denúncia de pessoas que foram aprovadas e não convocadas. Em 2018 foi aberto o concurso para diretores, finalizado, apresentada a lista de aprovados e a homologação aconteceu em março de 2019. O fato que causa estranhamento é que nenhum dos aprovados foi chamado. Em paralelo a isso, foram mantidos funcionários em comissão para exercer a função de diretores, que deveria estar preenchida por quem prestou esse concurso”, explicou.

Inconformadas com a situação, algumas pessoas procuraram o vereador, reunindo documentos e alegando que a manutenção de comissionados no cargo causa um gasto maior aos cofres públicos do que a contratação dos aprovados. “O concurso tem validade de um ano, ou seja, em menos de um mês esse prazo vai acabar. Tem algo errado. Por que fizeram o concurso e não a convocação?”, contestou o vereador.

Basilio informou que, em janeiro encaminhou ao Ministério Público cópia da denúncia, para a promotoria tomar as providências que entender cabíveis, visto que quem prestou a prova se sente lesado. “A Prefeitura gastaria menos com os concursados do que o que paga hoje aos comissionados. Nosso dinheiro está sendo mal gasto. Não pode ser dessa forma”, disse. O vereador Marcus Valle endossou a reclamação, ele também havia se manifestado sobre o problema durante a 1ª sessão do Legislativo.

Seguindo sua fala, Basilio cobrou da Administração a resolução para dois outros problemas. O vereador comentou a situação do bairro Lavapés. “Essa foi uma tragédia anunciada. Nosso dinheiro está sendo usado em serviços mal prestados e o resultado é esse”, disse.

Encerrando sua fala ele exibiu imagens do loteamento Jardim Cerejeiras, no bairro Bom Retiro dos Mourão. Basilio havia questionado a Prefeitura sobre a drenagem de água do local e comprovou os problemas com as recentes chuvas. Nas imagens era possível ver a água invadindo as ruas. “Essa água vai direto para o rio, assoreando tudo. Queremos alertar, falar, mas ninguém escuta. Eu avisei que teria problema, agora a situação é muito mais grave e nenhuma providência foi tomada”, criticou.