Maestro João Carlos Martins é o mais novo cidadão bragantino
29 de Novembro, 2019
Solenidade para concessão da honraria ocorreu nesta quinta-feira (28/11)

Na noite de quinta-feira (28/11), a Câmara Municipal da Estância de Bragança Paulista concedeu ao maestro João Carlos Martins o título de cidadão bragantino. A homenagem é de autoria da presidente Beth Chedid, que na mesma cerimônia também recebeu o título de cidadã bragantina. Impossibilitado de comparecer ao evento devido à apresentação no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, o maestro foi representado pela esposa, Carmen Silvia Valio de Araújo Martins.

“Respeito muitíssimo a cidade de Bragança e sou profundamente agradecido ao município. Bragança foi uma das primeiras cidades que me prestigiou no Festival de Inverno, me convidando quando iniciei minha carreira de maestro. Minha mulher estará aí me representando e certamente muito honrada em estar em Bragança em um momento tão importante da minha vida, em que recebo o título de cidadão desta cidade da maior importância do Estado de São Paulo”, disse o maestro em mensagem exibida durante a cerimônia.

A presidente Beth Chedid não escondeu a emoção durante a solenidade. Em seu discurso destacou que “hoje Bragança reconhece o maestro João Carlos Martins como cidadão bragantino, mas ele é um cidadão do mundo”. “O maestro é um exemplo de resiliência. Quando lhe foram tiradas as condições de tocar ele seguiu sua vida com maestria, maestria de adjetivo, ele seguiu sua vida adjetivando-a e também é assim que ele nos ensina a tocar a nossas vidas”, afirmou.

Beth também justificou a ausência do homenageado. “Não foi fácil adequar as agendas. Quase conseguimos encontrar uma data, mas você Carmen, está aqui, para levar nosso abraço, dizer que ele agora é de Bragança. Diga que ele deve sempre vir nos visitar, comer um sanduíche de linguiça, ouvir poesias, vir ao jogo do Bragantino”, completou.

Além da vereadora, outras autoridades se manifestaram a respeito do homenageado. “Quero cumprimentar a Carmen, esposa do maestro e pianista mais conhecido do Brasil, para não dizer do mundo. Agora como cidadão bragantino, com certeza ele vai frequentar mais a cidade”, comentou o deputado Edmir Chedid, que, informalmente convidou o maestro para a inauguração do Centro Cultural São Luiz. “A gente já deixa o convite, quem sabe ele pode vir”. Edmir também elogiou o trabalho de Carmen, que foi funcionária da Assembleia Legislativa de São Paulo.

O ex-prefeito de Bragança Paulista José de Lima pontuou que “é um prazer cumprimentar a senhora Carmen, esposa do grande maestro, grande talento, o gênio da música brasileira”. “Agradeço o amor que sua família dedica a Bragança”, disse o ex-prefeito.

Já o prefeito Jesus Chedid comentou que “a Beth [Chedid] está sendo duplamente homenageada nesta noite: pelo título que recebe e pelo título que concede ao maestro João Carlos Martins”. “Beth sonhava com esse dia, ela luta há muitos anos para homenagear o amigo que você tanto respeita, nosso maestro querido”, disse.

Em nome do homenageado, sua esposa Carmen deixou os agradecimentos a todos. “Tenho a honra de dizer, a partir de hoje, que sou casada com um bragantino. O que posso falar do João Carlos? O caminho dele é pautado pela força de vontade dele, mas sabendo que ele tem quem o ilumine. Tenho muita honra de ter compartilhado esses últimos 25 anos da minha vida com ele. É muito bom estar ao lado dele. Como disse o jornalista Gilberto Dimeinstein ‘João Carlos não vai envelhecer nunca, porque ele se reinventa’. Ele tem uma energia jovem, mesmo com quase 80 anos. Ele tem a mesma esperança de que tudo vai dar certo, como um adolescente. João Carlos se reinventa, tem força e, agora, é um cidadão bragantino. Muito obrigada a todos”, concluiu.

Na 13ª Sessão Solene do ano ainda participaram os vereadores Antonio Bugalu, Claudio Moreno, Ditinho Bueno do Asilo, Fabiana Alessandri, Marco Antonio Marcolino, Marcus Valle, Natanael Ananias, Paulo Mário Arruda de Vasconcellos, Rita Leme, Sidiney Guedes e Tião do Fórum, o vice-prefeito Amauri Sodré da Silva, acompanhado de sua esposa Cleide Sodré, o 1º tenente Fabiano Araújo Rosa, delegado do Serviço Militar de Bragança Paulista, o subtenente Francisco Eudes Cunha, chefe de instrução do Tiro de Guerra 02-009, o provedor da Santa Casa de Bragança, João Marques, o presidente da OAB Subseção Bragança, Dr. Rodrigo de Salles Siqueira, e secretários municipais.