Beth Chedid recebe título de cidadã bragantina
29 de Novembro, 2019
Solenidade reuniu autoridades de Bragança Paulista e região

A Câmara Municipal de Bragança Paulista realizou a 13ª Sessão Solene do ano nesta quinta-feira (28/11) para a entrega do título de cidadã bragantina à vereadora e presidente da Casa, Beth Chedid. A indicação para entrega do título foi da vereadora Rita Leme. A solenidade também contou com a presença dos vereadores Antonio Bugalu, Claudio Moreno, Ditinho Bueno do Asilo, Marco Antonio Marcolino, Marcus Valle, Natanael Ananias, Paulo Mário, Sidiney Guedes e Tião do Fórum. Na mesma solene, a Câmara entregou também o título de cidadão bragantino para o maestro João Carlos Martins, indicação da vereadora Beth Chedid.

Na solene, a vereadora Rita Leme falou sobre os motivos para a indicação da presidente da Câmara. “Nunca passou pela minha cabeça ser vereadora, mas aconteceu e eu aceitei o desafio. Na Câmara encontrei bons colegas, que me aceitaram e me respeitam, mas na Beth encontrei uma amiga e parceira a quem admiro e me espelho. A nova cidadã bragantina se destaca pela persistência, empenho pessoal e ações firmes e coordenadas, que são seguidas por conquistas. Me sinto feliz em reconhecer sua trajetória vitoriosa na área social que enobrece a Câmara”, justificou a vereadora.

O prefeito Municipal de Bragança Paulista, Jesus Adib Abi Chedid, o vice-prefeito Amauri Sodré, o ex-prefeito de Bragança Paulista José de Lima, o deputado estadual Edmir Chedid, o diretor do Fórum, Laércio José Mendes Ferreira Filho, o delegado do Serviço Militar do município, 1º tenente Fabiano Araújo Rosa, o chefe de instrução do Tiro de Guerra 02-009, subtenente Francisco Eudes Cunha, o presidente da OAB-Subseção Bragança Paulista (Ordem dos Advogados do Brasil), Rodrigo Siqueira, o provedor da Santa Casa de Misericórdia de Bragança Paulista, João Marques, e a esposa do vice-prefeito, Cleide Sodré, representando a primeira-dama, Marílis Chedid, compuseram a mesa de honra. A cerimônia também foi acompanhada por secretários municipais, autoridades, funcionários da Câmara e Prefeitura, população e familiares.

O ex-prefeito José de Lima mencionou a atuação da vereadora para a vinda do Projeto Guri para o município. “Conheci a Beth durante uma partida em que o Vasco da Gama enfrentou o Bragantino nos anos 90. Após o jogo ela foi até a minha casa com o deputado Nabi [Abi Chedid]. Ali começamos a trabalhar juntos para trazer o Projeto Guri para a cidade. Posso dizer é que ela dignifica a política. É carismática, fincou raízes no município, está presidindo essa Casa e tenho certeza que tem feito muito pelo município e para apoiar o prefeito”, afirmou o ex-prefeito.

Para o vice-prefeito Amauri Sodré, a homenageada se destaca como exemplo de lealdade. “É o segundo mandato da Beth nesta Casa e ela corresponde fielmente aos parceiros na presidência da Câmara. Quando fui lançado a vice-prefeito, recebi todo o apoio possível de uma amiga que se destaca pela honestidade”, comentou.

O prefeito Jesus Chedid falou da vida pessoal e da vocação política da vereadora. “A Beth é uma política de espírito público com quem é possível aprender ao fazer parte do mesmo grupo político, mas também como adversário. Quando a convidamos para ser candidata a vereadora, ela hesitou, mas nós insistimos até que ficou impossível a recusa do pedido. Na vida pessoal eu lembro que quando meu irmão estava internado, a minha preocupação era saber quem cuidaria dele e a Beth foi uma grande companheira, que permaneceu ao lado do Nabi até o último momento. Por isso a população de Bragança Paulista se sente honrada ao ver a vereadora Rita Leme reconhecer como cidadã a minha vereadora e companheira”, completou o prefeito.

Exercendo o sétimo mandato consecutivo como deputado estadual, Edmir Chedid falou sobre a atuação de Beth Chedid como servidora pública na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). “Às vezes assessorar um deputado pode ser mais difícil do que exercer o mandato. A Beth é respeitada na Alesp. Ela assessorou por muito tempo meu tio Nabi, em várias ocasiões ajudou em ações, inclusive para trazer recursos para Bragança Paulista. Atualmente é uma vereadora eleita por mérito, ocupa a Presidência da Câmara de forma muito positiva. Vale destacar que nos dias atuais presidir o Legislativo de um município não é tarefa fácil”, pontuou Edmir.

No discurso de agradecimento a presidente Beth Chedid recordou a atuação na área social do município, mencionou amigos, familiares, companheiros de trabalho, o falecido marido Nabi Abi Chedid e recordou momentos da trajetória na cidade.

“Comecei a vir para Bragança Paulista nos anos 90 e de tanto vir, sofri um acidente de carro na rodovia Fernão Dias. Na audiência para tratar do assunto fui convidada para dirigir a Amicre (Associação Amigos da Criança) e por lá permaneci 16 anos. Atuei para a vinda e permanência do Projeto Guri na cidade e, em 2008, fui eleita vereadora para a Legislatura 2009 a 2012. Me frustrei por não ter conseguido fazer nada do que planejava. Solicitava e não era atendida e cheguei a conclusão que era a hora de parar. Depois de um tempo, voltando do trabalho, recebi um telefonema da assessoria do deputado [Edmir Chedid] pedindo que eu viesse a um evento. Fui convencida a voltar à política do município. Fui eleita vereadora e, na sequência, eleita e reeleita para ocupar a Presidência da Câmara. Agradeço a Ritinha [Rita Leme], minha amiga de fé e parceira de vereança pela indicação. Faço um agradecimento especial a Bragança Paulista, por ser o cenário da minha história”, encerrou.

Beth Chedid nasceu em São Paulo e é viúva do ex-deputado estadual Nabi Abi Chedid. Foi funcionária pública por quase trinta anos na Alesp. Foi eleita a primeira mulher presidente da Câmara Municipal de Bragança Paulistano biênio 2017/2018 e reeleita para 2019/2020. Disputou a Prefeitura de Bragança Paulista em 2000 e em 2006 foi candidata a deputada federal, recebendo mais de 31 mil votos. Na área social desenvolveu trabalho de destaque na presidência da Amicri (Associação Amigos da Criança) por mais de dez anos, e atuou na articulação para a instalação de um polo do Projeto Guri, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, que possibilita o acesso ao aprendizado musical a crianças e adolescentes de Bragança Paulista desde 2002.

O título de cidadão bragantino é a mais alta honraria que o Poder Legislativo pode conceder a pessoas que, embora naturais de outras localidades, reconhecidamente prestam relevantes serviços à comunidade onde vivem e/ou atuam.